9 maneiras de não sair da dieta com as comidas de inverno

0
5

Confira 9 atitudes para manter a linha no inverno e não comprometer a dieta

Com alguns cuidados é possível consumir as comidas típicas de inverno, sem sair da dieta.

1. doce imperdível

Se aquecidos em forno micro-ondas, os bolinhos recheados light lembram o irresistível petit gateau, uma sobremesa campeã de audiência nos restaurantes. A cada mordida você se surpreende com uma porção generosa do recheio.

2. happy hour magro

É também nessa época que as tábuas de frios ganham mais destaque, seja nos restaurantes, nos barzinhos ou nas reuniões com os amigos. Para quem não quer abrir mão dessa delícia em nome do regime, atente-se à regrinha: “Quanto mais amarelo o queijo, maior a quantidade de gordura presente”, explica Vanessa Leite. As opções mais saudáveis são o queijo-de-minas, o cottage, a ricota e o tofu.

3. bye-bye chocolate

Quantas vezes você não ficou com a boca cheia de água só de ver aquelas frutas cobertas com chocolate, não é mesmo? Você também pode saborear essa delícia! Claro, não com chocolate. A dica é utilizar leite desnatado para preparar um pudim light, desses que a gente compra semiprontos no supermercado. E depois de endurecido, colocar uma porção dele em uma xícara e aquecer no micro-ondas até ficar cremoso. Então, é só mergulhar pedaços de banana, morango, uva...

4. a vez dos assados

As frutas que você adora ficam ainda mais irresistíveis na versão assada. Experimente levar maçã, banana, pera ou até mesmo uma boa salada de frutas alguns minutinhos ao forno ou ao micro-ondas, adicionando uma pitada de canela e outras especiarias da sua preferência. “Elas ficam quentinhas, suculentas e ainda preservam todos os seus nutrientes”, conta Michelle De Simone.

5. o mais pedido

Não é preciso fugir da fondue. Já existem no mercado receitas prontas na versão light. No entanto, se você for prepará-la em casa, bastam algumas adaptações: escolha os tipos de queijo mais magros e utilize leite desnatado. “Outra dica bacana e simples é usar vegetais no lugar do pãozinho. Cenoura, pepino, couve-flor e brócoli dão conta do recado e a ajudam a não extrapolar nas porções de carboidrato”, sugere Lara Natacci, nutricionista da Nutrivitta Assessoria Nutricional (SP).

6. calorias pela metade

Quem é que resiste a um bom chocolate quente? E não precisa resistir mesmo. O segredo está nos ingredientes! Use sempre leite desnatado, adoçante e cacau em pó, que é rico em antioxidantes. Se preferir, pode ser achocolatado light também. “Adicionar uma casquinha de laranja, na hora da fervura, confere um sabor ainda mais especial”, garante Michelle De Simone. Seguindo essas dicas você reduz pela metade as 160 calorias da receita original.

7. cara de infância

Uma sobremesa gostosa e que cai superbem nas estações mais frias é o mingau de aveia. “Basta levar a aveia em flocos e o leite de soja light ao fogo até obter a consistência que você deseja. Aí, é só adoçar com adoçante em pó e se deliciar”, ensina Roseli Rossi. Se quiser dar um toque especial, aposte (novamente) na canela, que ajuda na termogênese. Esse processo possibilita que a energia do alimento seja gasta em forma de calor e não armazenada como gordura.

8. beba sempre com moderação

Quando pensamos em queijos, é inevitável mencionar também seu acompanhamento ideal: uma taça de vinho! Aí você pergunta: “Como assim? Posso beber durante a dieta?”. Quem responde é Tanise Amon, nutricionista da clínica do Instituto de Metabolismo e Nutrição (SP): “Muitas vezes, o ganho de peso está ligado a problemas emocionais, como a ansiedade. E pesquisas da Universidade de Milão, na Itália, apontam que uma taça de vinho tinto ajuda a relaxar, graças ao hormônio melatonina, presente em sua composição”. Isso sem falar dos benefícios nutricionais: ele é rico em antioxidantes, por isso auxilia na prevenção de muitos males, como doenças cardíacas. Então, está liberado! Mas só uma taça ao dia, ok?

9. De vilão a amigo

Um feijão quentinho também tem aquela cara de aconchego que o inverno pede, não é mesmo? E saiba que essa delícia, que muita gente exclui do prato durante a dieta, é uma boa aliada para quem deseja perder peso. “Além de nutritivo, o feijão possui carboidratos que demoram mais tempo para se transformar em glicose (açúcar no sangue), o que evita os picos de insulina e estimula o metabolismo”, explica Michelle Ferreira De Simone, nutricionista da Clínica Perfetta (SP).

Continue lendo no Corpo a Corpo>>

Fonte: Corpo a Corpo

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Escrever um comentário
Por favor, digite seu nome