Aplicativo para pessoas com fibromialgia

0
61

O que é Fibromialgia?

Fibromialgia é uma síndrome comum em que a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, viagra com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles.

A fibromialgia está diretamente ligada também à fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade.

 

O ApAplicativo para pessoas com fibromialgia Dor   licativo

Uma versão digital do FIQr (Questionário de Impacto na Fibromialgia – Revisado) foi lançada pela Sociedade Brasileira de Reumatologia, em parceria com a empresa farmacêutica Pfizer, para ajudar a controlar essa síndrome, que tem como principal sintoma a dor crônica, difusa e generalizada. A condição, que atinge nove vezes mais mulheres, tem um caráter subjetivo, já que depende da percepção e da tolerância pessoal de cada paciente em relação ao sofrimento. O médico normalmente avalia a progressão do distúrbio levando em consideração as queixas e o exame físico realizado em consultório. Mas, com o aplicativo, o próprio paciente pode responder a determinadas perguntas e repassar essas informações a todo momento para o especialista. Assim é possível fazer comparações e avaliar o sucesso do tratamento com mais eficácia. O aplicativo, por enquanto, só está disponível na versão IOS (iPhone e iPad). Você pode baixá-lo nesse link: http://apple.co/1DJXgbC.

Descrição

O questionário de Impacto na Fibriomialgia (FIQr) avalia a capacidade funcional, status de trabalho, distúrbios psicológicos, sintomas físicos e dolorosos do paciente; quanto maior o impacto da doença, maior será o escore encontrado.

Exercícios, a principal arma contra a doença

"Todo tratamento da fibromialgia obrigatoriamente terá que contemplar atividade física", diz o reumatologista Roberto Heymann, do Grupo de Apoio à Paciente com Fibromialgia, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O especialista explica que a escolha da modalidade a ser praticada fica a critério do paciente, segundo seus gostos e limitações. A atividade aeróbica é mais efetiva dos que as demais, como uma caminhada de 30 a 45 minutos, cinco vezes por semana. "Ao contrário do que imaginamos, a inatividade em pacientes com fibromialgia gera mais dor", afirma o reumatologista Roberto. Por isso, um paciente que está sentindo dores não está contraindicado para fazer exercícios, mesmo que essas sejam intensas - nesse caso, tenta-se diminuir sua dor com tratamento medicamentoso, para que ele suporte a atividade física. "Deve-se, contudo, analisar a característica da dor para definir se não há outro problema associado que possa interferir ou piorar com o exercício", diz o reumatologista Nilton Salles Rosa Neto, membro da Comissão de Dor, Fibromialgia e Outras Síndromes Dolorosas de Partes Moles, da Sociedade Brasileira de Reumatologia.

Roberto explica que no início a dor pode até piorar com a atividade, mas que ela se faz absolutamente necessária para o bom andamento da doença. O reumatologista Nilton afirma que os exercícios na água são úteis para pacientes que não toleram o impacto ou tenham outras comorbidades, como a artrose. "É importante fixar uma regularidade da prática, sendo recomendado de duas a três vezes por semana em horário pré-definidos, porém com realização de atividades físicas não programadas nos outros dias, como caminhar e subir ou descer escadas."

 

fontes: Revista Saúde é Vital e minhavida.com.br

 

 

 

 

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Escrever um comentário
Por favor, digite seu nome